Como usar os alimentos para se sentir mais alerta

Print
Como usar os alimentos para se sentir mais alerta
Quer sentir-se mais alerta? Para manter a sua energia mental e concentração, tem de consumir alimentos adequados e nas horas certas. Da próxima vez que sentir o seu humor e motivação em baixo, pense um pouco. Quando foi a última vez que se alimentou? O que comeu? Tem estado a beber líquidos suficientes? Saltar refeições, fazer refeições desequilibradas e a desidratação são fatores que podem alterar a sua energia mental e capacidade de concentração. E nunca se deve esquecer que o descanso e as horas de sono adequadas também fazem parte desta equação.


O que é a energia mental?

De uma forma geral trata-se de disposição/humor e motivação, assim como a sua capacidade de atenção e concentração. Quando o seu “motor mental” é acelerado, há uma boa hipótese de que a sua dieta tenha algo a ver com isso. Eis algum “alimento para o pensamento”…


O que comer para manter a energia mental em alta ao longo de todo o dia?

– Coma os hidratos de carbono certos

A glicose é um derivado dos hidratos de carbono da sua alimentação. Após o rompimento que ocorre no processo digestivo, os hidratos de carbono entram na corrente sanguínea como glicose (ou “açúcar no sangue”) ajudando a alimentar o cérebro. Uma vez que o cérebro está ativo 24 horas por dia, tem elevadas necessidades energéticas e necessita de um abastecimento contínuo de combustível. Tente satisfazer essas necessidades com os hidratos de carbono presentes na fruta, legumes e cereais integrais, a fim de fornecer ao cérebro os nutrientes necessários. Estes alimentos ricos em fibra são de digestão lenta o que implica uma libertação mais gradual da glicose no organismo. Por outro lado, uma refeição rica em hidratos de carbono processados (como os presentes nos amidos e alimentos açucarados) é digerida muito mais rapidamente, o que pode levar a um aumento rápido no açúcar no sangue, muitas das vezes seguido por uma queda abrupta nesses níveis. Esta queda dos níveis de açúcar pode fazer com que se sinta mentalmente mais “lento”.

– “Abasteça” o cérebro em intervalos regulares

Como o cérebro pede uma fonte estável de glicose, é importante alimentar-se em intervalos regulares durante o dia, para impedir que a energia mental decresça em demasia. Para tal, recomenda-se que faça refeições ligeiras ou ingira snacks a cada 3-4 horas.

– Comece o dia com o pequeno-almoço

Muito há para ser dito sobre a importância do pequeno-almoço. Fornecer energia ao cérebro é apenas mais um dos motivos para começar o dia com o pequeno-almoço. Enquanto dorme o cérebro continua a trabalhar, ficando quase sem reservas pela manhã. Por isso, faça um favor ao seu cérebro e comece o dia com um pequeno-almoço equilibrado que inclua micro e macronutriente essenciais.

– Satisfaça as suas necessidades proteicas

Mesmo que o cérebro não utilize diretamente a proteína para obter energia, ele recorre aos aminoácidos - que são derivados da proteína que ingerimos. As recomendações apontam para que, até 30% do consumo total de calorias diárias seja proveniente da proteína. Assim sendo, certifique-se que inclui proteína de aves, peixe, laticínios, frutos secos e leguminosas na sua alimentação diária, para manter o organismo com um desempenho adequado. As proteínas completas são as melhores, por exemplo a soja.

– Não se esqueça dos líquidos

Basta uma desidratação ligeira para reduzir a sua capacidade de atenção e concentração e, quando a sede de facto se fizer sentir, significa que a energia mental já se encontra em baixo. A água é sempre uma boa escolha, mas o café e o chá, consumidos com moderação, também contribuem para o consumo diário de líquidos. As bebidas que contêm cafeína podem ajudar com os níveis de concentração mas o seu consumo deverá ser moderado: não descure a alimentação para confiar apenas na cafeína como forma de ajuda para continuar ativo ao longo do dia. Precisa de se hidratar e alimentar corretamente. Tenha atenção à quantidade de cafeína que está a ingerir. Se tem dificuldades em adormecer ou se se sentir nervoso com frequência, procure reduzir o consumo de cafeína.


Susan Bowerman, nutricionista e consultora da Herbalife.
Integre o consumo de produtos Herbalife numa alimentação equilibrada e variada, como parte de um estilo de vida ativo e saudável. Consulte o rótulo de cada produto e siga o seu modo de emprego. Não exceda as doses recomendadas e mantenha os produtos longe do alcance de crianças.
Copyright © Herbalife International, S.A. Não é permitida a reprodução parcial ou total sem autorização por escrito. Todos os direitos reservados. Todas as marcas registadas e imagens de produtos exibidas neste site, salvo indicação contrária, são propriedade da Herbalife International, Inc.
 
A Herbalife é Signatária do Código de Ética das Associações de Venda Directa (SELDIA), e Membro do:
 
  • IPVD
  • FIOVDE
  • FSE
  • IADSA
  • SELDIA
  • WFDSA


pt-PT | 28-04-2017 12:44:27 | NAMP2HLASPX01